EFC Engenheiros Financeiros & Consultores

Avaliação de Empresas

Os principais vídeos empresariais de Carlos Coradi

By on fev 10, 2017 in Avaliação de Empresas, Reestruturação | 0 comments

Aos amigos, clientes e meus leitores do meu site, do  facebook,   LinkedIn, google e twitter: Depois de muitos anos de vivência profissional, resolvi publicar uma série de vídeos para apresentar as principais áreas nas quais podemos atuar e de fato atuamos como consultores de empresas. Em 2017 a EFC Engenheiros Financeiros & Consultores, uma empresa brasileira de consultoria fundada em 1991, contando com uma equipe de advogados, economistas, engenheiros   e contadores, está disponibilizando os seguintes serviços, que podem ser vistos em detalhe nos links abaixo seguintes: Vídeos mais importantes e visitados: (clique nos links com Ctrl para abertura) Governança Corporativa – Aula 1 1194 visitas https://www.youtube.com/watch?v=7EoeiUVfs9o Relatório Focus – Boletim Focus 1163 visitas    https://www.youtube.com/watch?v=8DbZ-cXjoLg Reorganização de Empresas à distância 556 visitas   https://www.youtube.com/watch?v=j-NgNoV-xDc  Recuperação Judicial – Aula ao Vivo 440 visitas   https://www.youtube.com/watch?v=NDlevvABrcE Reorganização de Empresas – 4 Etapas 366 visitas   https://www.youtube.com/watch?v=uaI5FBT9njE Family Office – Escritórios de Família 82 visitas    https://www.youtube.com/watch?v=iun2nAxs64E Avaliação de Empresas 302 visitas https://www.youtube.com/watch?v=lzgWJcYgH4k&t=6s   Demais vídeos: carlos coradi youtube     https://www.youtube.com/channel/UC-uN3wmqUyvNfSqZ4NY0fkg (30 vídeos de Carlos Coradi e colaboradores) Em todas essas seis áreas, acumulamos experiências concretas no Brasil e no exterior, podendo atuar inclusive à distância, como já fizemos para atender clientes de fora do Brasil usando o skype. Caso tenham necessidade de consultores experientes, liguem para Carlos Coradi pelo telefone 11 9 8612 1264 ou mandem um e-mail para...

Read More
Avaliação de empresa , quando fazer?

Avaliação de empresa , quando fazer?

By on mar 3, 2015 in Avaliação de Empresas | 0 comments

Quando fazer uma avaliação de empresa ? Em minha longa experiência sobre avaliação de empresa , tenho sido procurado por várias razões, que respondem a pergunta “porque fazer uma Avaliação de Empresa ”. A maneira mais simples de é contar para o leitor casos reais que precisei atender e que ilustram as respostas à essa questão. Farei isso através de cinco casos reais. Caso 1: uma grande empresa brasileira do ramo metal-mecânico procurou a EFC com um pedido de avaliação de empresa em virtude de existir uma empresa estrangeira desejada em adquirir a totalidade das ações, pois a empresa é uma sociedade anônima. A avaliação foi feita por dois métodos distintos que serão explicados em outro artigo dessa série, através da avaliação de desempenho passado e das figuras financeiras, bem como através de projeções da geração livre de caixa para os próximos anos. Esse estudo serviu de base para que os sócios discutissem com a empresa interessada qual seria o preço pedido e a partir daí as negociações prosseguiram. Caso 2: uma clínica de análises laboratoriais solicitou à EFC através de um de seus sete sócios  que fizéssemos a determinação do valor da clínica, porque um de seus sócios havia falecido e a viúva queria vender sua participação para os demais sócios por um valor justo. A avaliação de empresas  foi feita com base nos dados disponíveis e um relatório contendo explicações sobre as metodologias utilizadas e detalhando os valores a que a EFC chegou. Esse relatório foi entregue à viúva com uma proposta concreta dos sócios remanescentes.  Caso 3: Uma empresa multinacional europeia fabricante de produtos siderúrgicos se interessou por comprar uma empresa brasileira que adquiria as barras de aço da fábrica europeia para fabricar peças especiais exportadas para diversos países; a multinacional visava, ao pretender adquirir a brasileira agregar mais valor à sua matéria prima. A EFC foi contratada e fez a avaliação, mas a multinacional usou outra metodologia que chegou a um preço substancialmente menor, embora reconhecesse que a metodologia da EFC para avaliação de empresa estava correta. O proprietário desistiu da venda.  Caso 4: Fomos procurados por um escritório de Advocacia que desejava admitir um novo sócio na Sociedade, sendo que esse novo sócio trazia consigo diversos processos jurídicos...

Read More
Avaliação de empresa, porque fazer?

Avaliação de empresa, porque fazer?

By on mar 2, 2015 in Avaliação de Empresas |

Quando e porque se fazer uma avaliação de empresa! Se você é empresário, sócio, controlador ou minoritário, em algum momento de sua vida empresarial você irá precisar de uma avaliação de seu negócio, a chamada Avaliação de Empresa ou Valuation. Portanto recomendo ler cuidadosamente esse texto, guardando-o para quando necessitar aplica-lo pois a Avaliação de Empresa deveria ser tão regular quanto uma rotina contábil. Vale a pena recordar os dois principais métodos de avaliação de empresa usados no Brasil para se avaliar um negócio ou uma empresa, seja ele grande ou pequeno, novo ou antigo, lucrativo ou dando prejuízo. Como o quadro econômico do Brasil não vai bem, muitos empresários estão pensando desinvestir de suas companhias e investir no exterior ou mudar de ramo. Seguem abaixo um resumo dos dois métodos: Os primeiros métodos de avaliação de empresa se baseiam na contabilidade do negócio, que quando é feita de modo correto e atualizado, examinam o chamado “valor patrimonial” da empresa, que é calculado pela somatória dos valores dos ativos subtraída das somatórias do passivo, ou se já, tudo o que a empresa deve a terceiros, ai incluídos salários a pagar, contas a pagar, impostos a pagar, etc. Esse método, nós costumamos denominar de “estático” ou “clássico” visto que essas rubricas aparecem no “balanço patrimonial” o qual sempre se refere à uma determinada data, por exemplo 3/12/2014. O método clássico pode ser melhorado com as correções dos ativos para considerar os valores de mercado (por exemplo dos estoques) e o valor dos passivos, demonstrando os “ocultos”, por exemplo eventuais perdas de disputas jurídicas ou mesmo com o fisco. Modernamente, contudo, os métodos mais atuais e usados no mundo de hoje levam em conta a capacidade da empresa de gerar caixa, ou seja, produzir dinheiro ao longo do tempo. Essas metodologias, chamadas de “valor presente dos fluxos de caixa futuros livres” considera as projeções dos negócios da empresa para alguns anos à frente, por exemplo cinco anos. Então, por métodos estatísticos e contábeis, os lucros futuros são expressos em termos de geração de caixa e trazidos para a data atual por uma taxa de desconto, que no Brasil de hoje gira entre 8% e 20% ao ano, crescendo com o risco do negócio....

Read More
Avaliação de desempenho das empresas

Avaliação de desempenho das empresas

By on mar 2, 2015 in Avaliação de Empresas | 0 comments

Qual a história dos métodos sobre avaliação de desempenho das empresas? Uma boa explicação sobre o  tema, Avaliação de Desempenho de Empresas, precisa de uma rápida introdução sobre as origens da contabilidade. Ela surgiu com os sumérios, há 2000 anos antes de Cristo, quando tentavam contar mercadorias para troca. A escrita contábil propriamente dita, com o chamado princípio das “partidas dobradas” (à cada débito deve corresponder um crédito do mesmo valor”) apareceu com Leonardo Fibonacci e com monge Luca Pacioli, principal divulgador do método das partidas dobradas, do século XV. Ali ainda sem saber já estava plantado as premissas que seriam usadas nos métodos de avaliação de empresas. No Brasil, a regulamentação sobre a contabilidade aparece em 1870, por um Decreto imperial que reconhecia a Associação dos Guarda-Livros da Corte, considerada como a primeira profissão liberal regulamentada no país. De lá para hoje, houve uma enorme evolução dos métodos e princípios da contabilidade, com derivações importantes, por exemplo a contabilidade de custos, um apêndice da contabilidade tradicional. Dos princípios da contabilidade surge o primeiro método de avaliação de desempenho de empresas , aquele que olha os registros contábeis dos ativos, dos passivos e do patrimônio líquido. Em uma empresa, as origens dos recursos financeiros são de dois tipos: provenientes dos donos, quotistas ou acionistas ou de terceiros, que são os credores do negócio. A soma dessas duas origens, que podemos chamar de “fontes”, é aplicada nos ativos, quer sejam eles líquidos (dinheiro em caixa ou depositados em bancos) ou itens de estoques de matérias primas e estoques de produtos ou ainda os chamados “ativos fixos” ou “imobilizados”, por exemplo os edifícios, as máquinas, os veículos, os computadores. Os primeiros métodos de avaliação de desempenho de empresas se baseiam na contabilidade do negócio, que quando é feita de modo correto e atualizado, examinam o chamado “valor patrimonial” da empresa, que é calculado pela somatória dos valores dos ativos subtraída das somatórias do passivo, ou se já, tudo o que a empresa deve a terceiros, ai incluídos salários a pagar, contas a pagar, impostos a pagar, etc. Esse método, nós costumamos denominar de “estático” ou “clássico” visto que essas rubricas aparecem no “balanço patrimonial” o qual sempre se refere à uma determinada data, por exemplo 3/12/2014. O método...

Read More
Valuation – Avaliação de Empresas

Valuation – Avaliação de Empresas

By on mar 2, 2015 in Avaliação de Empresas | 0 comments

Quais as etapas de uma Valuation? Quando um empresário toma a decisão de avaliar um negócio, ou seu, ou que ele é sócio, ou que ele quer comprar, saber o valor do negócio passa ser fundamental, pois é preciso saber quanto irá dispender para comprar ou quanto irá receber se vender. Enfim, tomou (ou tomaram) a decisão de prosseguir com a avaliação. Neste caso, vou descrever sinteticamente quais as etapas devem ser percorridas. Conforme a descrição da Wikipédia, Valuation é o termo em inglês para “Avaliação de Empresas“, “Valoração de Empresas” e “Arbitragem de Valor”. Esta área de finanças estuda o processo de se avaliar o valor de determinado ativo, financeiro ou real. Vejamos: Quando alguém está com uma estranha dor, procura um médico. Do mesmo modo, é preciso contratar uma empresa especializada em avaliação de empresas (em inglês, “business valuation”). Mais de uma empresa pode ser selecionada e a comparação entre duas ou três proponentes é desejável; dessas, depois da primeira entrevista onde o interessado em contratar expõe o caso de uma maneira geral, deve pedir orçamentos com descrição da metodologia, preços, condições de pagamento e prazos de entrega. Valuation não é preencher planilha, por isso a importância de avaliar o histórico das empresas que fazem este trabalhos.   Comparados os orçamentos, é recomendável pedir referências, e ai deve-se ligar para alguns dos citados clientes e pedir informações sobre como a consultoria “A” ou “B” ou “C se portou, se o trabalho entregue satisfez, se o prazo foi atendido, se houve um suporte adicional para assessorar as negociações entre as partes. As vezes esse assessoramento adicional pode ser contratado, em geral com preço em separado;   Contratada a empresa que fará o trabalho de Valuation, a empresa (ou sua, ou a pretendida) precisará disponibilizar seus dados: os balanços e demonstrações de resultados dos últimos anos (pelo menos dos três últimos, mas preferivelmente dos cinco últimos), dados da evolução do faturamento mensal (se possível dos últimos 36, 48 ou mesmo 60 meses) quer em valores monetários, quer em termos físicos (por exemplo, número de unidades vendidas mês a mês ou kg de produtos vendidos, etc); a consultoria vai tabular todos esses números e vai começar projetá-los para os próximos anos, tomando o...

Read More