EFC Engenheiros Financeiros & Consultores

Brasil

RELATÓRIO FOCUS DE 20/03/2017: MELHORIAS EVIDENTES

RELATÓRIO FOCUS DE 20/03/2017: MELHORIAS EVIDENTES

By on mar 21, 2017 in Brasil, Economia | 0 comments

Quem gosta de gráficos, tem um “prato cheio” abaixo, que, com 15 itens, provarei que as melhoras da economia brasileira são evidentes. Vamos olhar cada um e tirar conclusões factuais, examinando as curvas pretas (2017) e vermelhas (2018). Vou chama-los pelos códigos que os superpõem. IPCA, IGP -DI, IGP -M, IPC-Fipe e preços administrados: são cinco medidas da inflação, a primeira (IPCA) calculada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, autarquia do Governo e que representa o medidor oficial da inflação; duas (IGP -DI e IGP-M) da Fundação Getúlio Vargas, semelhantes entre si (apenas diferem quanto ao período de coleta dos dados, no intervalo dos dias  30 a 30 e de 15 a 15); uma, o IPC-Fipe,  da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo, e finalmente o índice dos preços administrados, que são aqueles preços controlados pelos governos. Pois bem, os cinco indicadores de inflação indicam clara tendência de baixa, e abaixo da meta fixada pelo Banco Central do Brasil para 2017, que é de 4,5% no centro da meta (a previsão do IPCA para fins de 2017 é de 4,17% ) Vejam os dados do IPCA desde 2009, quando esse índice foi, pela última vez, inferior ao centro da meta: 2016: 6,29% 2015: 10,67% (resultado do represamento de Dilma para se eleger) 2014: 6,41% (represamento de Dilma) 2013: 5,91% 2012: 5,84% 2011: 6,50% 2010: 5,91% 2009: 4,31% (ano da crise da “marolinha de Lula”), inferior ao centro da meta Taxa de cambio, Balança Comercial, Conta Corrente e investimento direto (IDP): São três temas relacionados. Começamos analisando a taxa de cambio: essa taxa se estabilizou em torno do intervalo de 1 US$ = R$ 3,10 à R$ 3,20. Trata-se de um ponto de equilíbrio entre não inflacionar as importações e onerar o custo de vida em itens importantes como matérias primas estratégicas e não prejudicar as exportações, que estão salvando nossa balança comercial. Esta  caminha em 2017 para um superávit de US$ 48,10 bilhões, um recorde absoluto em toda história brasileira; DIGO EU: os melhores economistas acham a moeda brasileira supervalorizada e estimam que deveria estar por volta de R$ 4,00 a R$ 4,50.A conceituada revista “The Economist” tem um site que permite...

Read More

73% dos congressistas sequer olham suas caixas postais

By on mar 13, 2017 in Brasil, Política | 0 comments

Fiz um teste em um tema importante que denominei “A recuperação econômica do Brasil chegou! ”; mandei e-mails para 58 senadores e para 512 deputados federais, total de e-mails enviados com esse título, 670. Deste total, apenas 11 senadores e 79 deputados leram, mas nenhum comentou o texto. Dos 670 enviados, 414 sequer olharam a caixa postal. O tema era importante para o Brasil e evidentemente para os congressistas. O texto era baseado em um trabalho de pesquisa de sete indicadores, sendo que todos apontavam recuperação da economia. Além de examinar os dados recém-publicados pelo Banco Central do Brasil, me lembrei de meu professor de economia da Escola Politécnica, Prof. Ruy Leme, que dizia: “Para olhar se o país cresça, procure indicadores indiretos, tais como o consumo de energia elétrica, o consumo de papelão ondulado, de combustíveis, etc.” Foi o que eu fiz. Fiquei triste com o baixo interesse dos Srs. Congressistas, e até pensei em parar de escrever para eles. Mas aí, como mandei o mesmo e-mail para outras pessoas, recebi um elogio de um importante brigadeiro de nossas forças armadas, que sem dar seu nome, reproduzo abaixo:  Assunto: Re: A recuperação econômica do Brasil chegou!  Excelente Coradi. Muito grato. Brig. X Montei uma tabela no Excel que me permite classificar os e-mails por partido político. E surpreendentemente, partidos da chamada “oposição” tiveram índice de leitura maior do que os da situação. Vamos medir novamente a % de leitura desse novo e-mail. Vou falar com meus advogados se posso publicar a lista completa dos nomes, dos que leram, dos que deletaram sem abrir e dos congressistas que sequer olharam a caixa...

Read More

DINHEIRO PARA MÉDIAS E GRANDES EMPRESAS VIA SECURITIZAÇÃO

By on mar 2, 2017 in Bancos, Brasil, Reestruturação | 0 comments

Há muitos anos a minha consultoria, a EFC Engenheiros Financeiros & Consultores estuda a obtenção de recursos financeiros através da securitização de recebíveis.  Estuda e obtém! Vou didaticamente explicar do que se trata: 50 anos atrás, americanos que acumulavam hipotecas em suas mãos, notaram que esses títulos em verdade eram um ativo precioso que estava parado, sem uso. E então, um deles, mais ligado ao mercado financeiro, percebeu que o pacote desses ativos poderia funcionar como uma garantia para títulos que então seriam vendidos ao mercado. Nasceu aí a securitização de recebíveis. “Security” em inglês significa título, ou de renda fixa ou de ações. No Brasil, a securitização de recebíveis (ou seja, o lançamento de títulos lastreados em ativos) é regulamentada pela CVM. Os ativos podem ser direitos de contratos (por exemplo de uma grande transportadora), recebíveis de uma escola ou faculdade, recebíveis de cartões de crédito, recebíveis de um consórcio de bens (carros, motos, casas, dinheiro), etc. No caso de consórcios, as cotas já recebidas devem pagar taxas mensais às Administradoras, e essas taxas e suas coletâneas ficam paradas nas mão dos “donos” dos consórcios. A EFC Engenheiros Financeiros & Consultores tem grande experiência na obtenção de recursos oriundos de securitização de recebíveis. Consultas pelo e-mail c.coradi@efc.com.br ou pelo telefone 11 98612 1264. Vejam nossos videos mais procurados: 1) Controles internos  https://www.youtube.com/watch?v=8T6nGFf4d4Y   2) Reorganização de Empresas à distância  https://www.youtube.com/watch?v=j-NgNoV-xDc  3) Recuperação Judicial – Aula Ao Vivo https://www.youtube.com/watch?v=NDlevvABrcE 4) Relatório Focus | Boletim Focus https://www.youtube.com/watch?v=8DbZ-cXjoLg 5) Governança Corporativa – Aula 1 https://www.youtube.com/watch?v=7EoeiUVfs9o...

Read More
Melhoras evidentes na economia

Melhoras evidentes na economia

By on fev 21, 2017 in Brasil, Economia | 0 comments

O último relatório FOCUS publicado nesta segunda feira, 20 de fevereiro de 2017, mostra melhoras evidentes, quer para este ano de 2017 quer para 2018, conforme se vê no quadro acima. Vou comentar as principais: 1) A inflação, um flagelo que atinge especialmente os mais pobres ao corroer o poder de compra, está controlada. Pela primeira vez depois de anos, ela terminará o ano exatamente “em cima do centro da meta proposta”, que é de 4,5%. Em verdade, a previsão desse último relatório mostra até ela ligeiramente abaixo da meta, 4,43%; é preciso lembrar de que a ex-presidente Dilma entregou em 2015 a  inflação em 10,72%, pois como os preços foram represados antes das eleições presidenciais de 2014, no ano seguinte eles explodiram. 2) Depois de três anos de recessão, a previsão para o produto interno bruto de 2017  está indicando um  número positivo de 0,48%. Mas é preciso lembrar que em 2015 o PIB recuou -3,847% e em 2016 recuou adicionalmente -4,550%; considerando-se esses dois anos, houve uma perda no produto interno de -8,572%. Ora, o IBGE nos diz que o produto interno bruto ao final de 2015 era de R$ 5,904 trilhões, ou seja, o país perdeu R$ 508 bilhões. Esse é o preço do desastre da administração petista de Dilma, não há como negar. 3) O terceiro dado de destaque desse relatório FOCUS se refere à queda da taxa Selic. Essa taxa é a base de toda estrutura de juro do país, desde a taxa de desconto de duplicatas das empresas até a taxa de juro do cartão de crédito. Ela é a chamada “taxa prime” que serve de base para troca de reservas entre os melhores bancos e entre eles e o Banco Central. No governo Temer essa taxa partiu de 14,25% ao ano, agora caminha para 9,50% ao final de 2017 e em 9,00% ao final de 2018. Digo eu:esse nível ainda é muito alto, pois está apontando um juro real da ordem de 5% ao ano, ele precisaria cair ao nivel internacional que gira por volta de 2%. 4) Cambio: o relatório Focus projeta a cotação da moeda americana na faixa de R$ 3,30  a R$ 3,50, bastante estável. Digo eu: o real ainda ao meu ver está muito...

Read More

As vertiginosas subidas e quedas de Eike Batista.

By on jan 28, 2017 in Brasil, Economia, Política | 0 comments

Os jornais da semana iniciada em 23 de Janeiro de 2017 trazem em letras garrafais na primeira página a prisão decretada desse criativo empresário, Eike Fuhrken Batista da Silva, um brasileiro que tem também cidadania alemã e hoje é procurado pela Interpol para ser preso e extraditado para o Brasil. Ele, de um dos sete homens mais ricos do mundo segundo (segundo a revista FORBES de 2013) a ameaçado de ser encarcerado como preso comum por não ter curso superior! A história desse aventureiro, que levantou fortunas nas bolsas de valores em cima de projetos fantasiosos, tentou seguir a brilhante carreira de seu pai,  Eliezer Batista da Silva, ex-presidente da Companhia Vale do Rio Doce  e ex-ministro de Minas e Energia. E para isso, foi buscara apoio de Lula, Dilma, do BNDES, da Bovespa e do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, com o qual está sendo acusado de desvios de milhões de dólares colocados no exterior. Eike criou um grupo de empresas que batizou com a letra “X”: MMX, mineração; MPX, energia solar; OGX, petróleo. LLX, logística; OSX indústria naval. CCX, mineração de carvão. Várias deles foram para recuperação judicial, ou vendidas, com seus novos donos eliminando a letra X.. Muito amigo de Lula, o pessoal do PT está com medo dele ser preso e acabar fazendo uma bela delação premiada, com reflexos diretos no ex-presidente, já todo complicado na Lava Jato. O atual pedido de prisão é desdobramento da operação “Eficiência” . Segundo o site da EBC, A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal deflagraram hoje (26) a Operação Eficiência, que cumpre nove mandados de prisão preventiva, quatro de condução coercitiva e 22 buscas e apreensão no Rio de Janeiro. O empresário Eike Batista, dono do grupo EBX, é um dos alvos do mandado de prisão, mas ainda não foi localizado. A Operação Eficiência é um desdobramento da Operação Calicute, desenvolvida no fim de 2016. A Polícia Federal informou que ainda não pode dar detalhes porque os mandados estão sendo cumpridos neste momento. As pessoas que são alvo de condução coercitiva serão levadas para a Polícia Federal no Rio de Janeiro. Esta é a primeira fase da Lava Jato este ano. Digo eu: mais um episódio...

Read More

Escândalo na Caixa Econômica Federal

By on jan 18, 2017 in Bancos, Brasil | 0 comments

Os jornais dessa semana iniciada 16 de Janeiro de 2017 trazem em letras garrafais na primeira página o novo escândalo envolvendo a Caixa Econômica Federal  (CEF) e os nomes de Eduardo Cunha (hoje na prisão) e Geddel Vieira Lima, ex-ministro de Temer e ex-vice-presidente da CEF cuidando de Pessoas Jurídicas. Geddel, como  Vice-Presidente da CEF,  tinha uma forte ligação com Cunha, que indicava as empresas de grande porte para obterem financiamentos favorecidos e isso feito, separarem uma gorda fatia para dividir entre eles, como “caixinha” pelos trabalhos prestados. O intermediário financeiro e amigo de Cunha era Lucio Funaro, também preso hoje. O Ministério Publico os acusa de formação de quadrilha Eu fico indignado porque a CEF é um banco que pertence 100% à União, sua única acionista. Ou seja, ela pertence aos brasileiros, mais do que a Petrobrás, já que esta é uma empresa de economia mista, que tem ações com direito a voto negociadas na Bovespa e nos Estados Unidos. A CEF pelo contrário só tem um acionista, em última análise o povo brasileiro. A história de descontrole da CEF é antiga: me recordo que, quando abri minha consultoria, a EFC Engenheiros Financeiros & Consultores e passei primordialmente me dedicar a analisar bancos e suas demonstrações financeiras (anos 90) vi com surpresa um balanço da CEF no qual o ativo não batia com o passivo e, por conseguinte a auditoria se recusou a assina-lo. Mais recentemente (2008 -2010) por “ordem” do ex Presidente Lula, a CEF entrou em um atoleiro, a CEF, através de uma coligada, adquiriu parte do Banco Panamericano, que em seguida quebrou, deixando um rombo (do Sr. Silvio Santos) de mais de seis bilhões de reais, após a “ajuda” do Fundo Garantidor de Crédito. Essa parte da história pode ser lida em detalhes em meu novo livro “Dinheiro Podre”, recém lançado pela Editora Matrix, em coautoria com o advogado Douglas Mondo. Tudo isso é lamentável. Com milhares de presos se amontoando em dezenas de cadeias, uns sobre os outros, decapitando dezenas de pessoas, jogando corpos em fossas. Com a prefeitura desalojando infelizes que, sem terem onde morar, fizeram casebres em terrenos de terceiros, e máquinas destruindo os barracos. Justiça social? Vergonha na cara? Onde estão...

Read More