EFC Engenheiros Financeiros & Consultores

Family Office

Family Office , você sabe o que é?

Family Office , você sabe o que é?

By on mar 3, 2015 in Family Office |

O que é “ Family Office ”?   Se o leitor pesquisar no Google em inglês “ What is Family Office ”, encontrará a explicação “A Family Office or single family office (SFO) is a private company that manages investments and trusts for a single family ”. Traduzindo, “Family Office ou o Escritório Singular de uma família (SFO) é uma empresa privada que gerencia os investimentos e aplicações para uma única família”. Ou seja, uma família que tenha posses importantes (uma família rica) poderá montar uma nova empresa que se dedique unicamente à gestão de suas fortunas, quer financeiras, quer imobiliárias, quer empresariais. Às vezes, não há a montagem formal de outra empresa, e simplesmente a alocação dessas tarefas para um especialista de confiança dos donos. Eu posso dar um bom exemplo real com um caso para o qual a EFC foi contratada para avaliar os pontos fracos e fortes do “Family Office” e fornecer indicadores para aperfeiçoar o desempenho da administração da fortuna. Conto o caso a seguir: Meu cliente havia vendido sua participação numa importante empresa brasileira para uma multinacional que tinha o tipo de negócios nos Estados Unidos mas não no Brasil. O dinheiro obtido com a venda foi aplicado pelo meu cliente em sua “ Family Office ”, que tinha um gerenciamento separado de suas outras atividades. Sua fortuna se dividia em a) empreendimentos imobiliários, tais como terrenos, casas de alto padrão, apartamentos; b) aplicações financeiras, tais como certificados de depósito bancários (CDB´s) de bancos brasileiros e estrangeiros, aplicações em fundos de renda fixa, aplicações em fundos imobiliários e similares; c) outras aplicações financeiras no exterior, quer nos Estados Unidos, quer na Europa; d) aplicações empresariais no Brasil e nos Estados Unidos. A primeira fase do meu projeto foi criar um sistema de medida do desempenho das diferentes aplicações dos recursos e oferecer sugestões para melhorar; por exemplo, algumas aplicações em fundos bancários estavam gerando prejuízos e esse fato não estava sendo percebido pela gestão do “Family Office”; a EFC sugeriu correções, que foram então feitas; algumas aplicações financeiras estavam com rendimento bem abaixo do mercado e foram corrigidas. A aplicação em uma empresa de tecnologia existente nos Estados Unidos, por mim visitada em nome do meu cliente brasileiro, mostrou-se um mau negócio, de baixa rentabilidade...

Read More
Family Office como montar?

Family Office como montar?

By on mar 3, 2015 in Family Office | 0 comments

Como montar um Family Office? Para entender esse artigo, sugerimos a leitura do tema anterior “O que é Family Office”. A montagem de um “Family Office” ou do “Escritório dos Negócios da Família”, termo mais explícito do que é o ‘FO” possui cinco dimensões distintas, que serão detalhadas abaixo: a administrativa, a financeira, a jurídica, a psicológica e a relacionada com os negócios.  Vejamos cada uma separadamente: O Family Office visto como área administrativa: Antes de mais nada, o grupo de sócios dos diferentes negócios pertencentes à Família precisa concordar com a criação do “Family Office”, depois de entender qual sua função e para o que serve; a área administrativa é o coração do “FO”, pois deverá reunir todos documentos que irão compor seu acervo, seguindo a estrutura de uma contabilidade do grupo, isto é, com contas dos ativos (os ativos líquidos, tais como os financeiros e os ativos imobilizados, tais como as propriedades, terrenos, ações, participações empresariais), com as contas dos passivos (as contas a pagar, os impostos a pagar, salários, dívidas, etc.) e finalmente as contas consolidadas patrimoniais. A área administrativa é o coração do “Family Office”. O Family office visto como área financeira: este módulo é conexo com o anterior, mas irá se concentrar no chamado “fluxo de caixa” ou seja, nas entradas ou receitas e nas saídas ou despesas; o “FO” preferivelmente deve ter vida própria, isto é, deve ter geração de caixa para cobrir seus desembolsos. O Family Office visto como componente jurídico: neste módulo será preciso decidir onde ficarão os bens do grupo familiar, se concentrados no “FO” ou se dispersos pelas empresas, ou em uma solução mista, onde parte dos ativos e passivos estão nas empresas individuais (mesmo porque poderão existir nelas outros sócios que não pertencem à família) e parte desses ativos e passivos se localizando na “FO”. O Family Office visto como suporte psicológico aos familiares: é muito comum existirem conflitos no seio da família e isso poderá exigir a presença de um psicólogo que entenda esses conflitos e ofereça uma intermediação que ajude à convivência pacífica da família; muitas vezes, a chegada de novos “membros”, tais como resultantes de casamentos, ou de sobrinhos, ou mesmo de curadores resultantes de...

Read More