EFC Engenheiros Financeiros & Consultores

O dilema de Dilma: renunciar, aguentar?

OPINIÃO

 

Semana finda em 28_08_2015

Editorial: O dilema de Dilma: renunciar, aguentar?

Ao tentar dormir – provavelmente com dificuldade – a Presidente Dilma Vana Rousseff deve pensar, com seus botões: “seria melhor tentar chegar, aos trancos e barrancos, ao final de meu mandato, tendo que aguentar essas enormes pressões por mais três anos, ou seria melhor, para mim e para o  Brasil, que eu, em um gesto nobre e de sacrifício, renunciasse ao mandato presidencial?

Para tentar entender esse cenário, fiz hoje, 27 de agosto, uma pesquisa na internet sobre as principais dificuldades de nossa Presidente enfrenta e as resumi abaixo:

Chance de ser cassada: Com o depoimento de Fernando Soares, mais conhecido como Fernando Baiano”, preso na operação “Lava jato”, existe a possibilidade dele entrar em delação premiada (pois seus advogados estão a negociando com os Procuradores de Justiça). Ele poderá explicar um suposto repasse de dois milhões de reais para a campanha de Dilma de 2010, dinheiro esse que teria sido entregue ao ex ministro Palocci. Quem assistiu a acareação entre o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da empresa, Paulo Roberto Costa, viu Youssef dizer que uma outra pessoa via delação premiada irá esclarecer a “propina” paga à Palocci (que ficou claro, essa pessoa é o Fernando Soares, o lobista do PMDB[1]).

Ainda nessa possibilidade, a maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) votou nesta semana pelo prosseguimento de ação que pede cassação de Dilma e Temer, ação esta proposta pela “Coligação Muda Brasil” que apoiou Aécio Neves. O PSDB argumenta que na campanha eleitoral de 2014 ocorreram abuso de poder político, fraude e financiamento com dinheiro vindo de propinas da Petrobrás[2].

Chance do Impeachment: O Tribunal de Contas da União concedeu mais 15 dias para que ela explique as contas de 2014, pois o governo conseguiu apresentar justificativas para R$ 104 bilhões mas faltam justificativas para mais R$ 26 bilhões. Se as contas forem reprovadas, o PSDB e mais partidos da oposição entrarão com pedido de impeachment de Dilma.

Hipótese de renuncia: As manifestações do domingo, 16 de agosto, realizadas em centenas de cidades em todo o Brasil, pediam, sem exceção, que Dilma renunciasse, o que seria um ato nobre de parte dela e em beneficio da péssima atuação do governo. Os mais de 800 mil manifestantes pediam também o fim da corrupção e elogiavam o Juiz Sérgio Moro. Em São Paulo, levantamento do Data Folha apurou que 85% dos manifestantes pediram a renúncia de Dilma.

[1] Segundo a revista “Epoca” em http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Acao/noticia/2015/08/apontado-como-operador-do-pmdb-fernando-baiano-inicia-processo-de-delacao-premiada.html

[2]Fonte, http://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2015/Agosto/tse-decide-dar-prosseguimento-a-acao-que-pede-impugnacao-de-dilma-e-temer

Mensagem aos meus leitores:

Tenho escrito todas as semanas sobre os eventos políticos e econômicos mais relevantes do Brasil. Meus comentários podem ser lidos em “Opinião” desde que abri, há 25 anos, a EFC Engenheiros Financeiros & Consultores.

A partir de 2015, passei a escrever também “blogs”.

Visando a divulgação de minhas habilidades como consultor de empresas, tenho publicado diversos vídeos, com os temas Controles Internos, Aula Ao Vivo – Family Office,  Recuperação Judicial – Aula Ao Vivo, Reorganização de Empresas à distância que podem ser vistos no meu CANAL no Youtube

Gostou deste conteúdo? Comente e Compartilhe. Ficou com alguma dúvida? Acesse nossa página de serviços e conheça as soluções da EFC para a sua empresa.