EFC Engenheiros Financeiros & Consultores

Petrobras é uma grande empresa que caiu numa armadilha

OPINIÃO

Semana Finda em 30_01_2015

Editorial: “ Petrobras é uma grande empresa que caiu numa armadilha”

Por Carlos Daniel Coradi

Na quarta-feira passada, dia 28 de Janeiro, a Rádio CBN de São Paulo me ligou, pedindo para dar uma entrevista ao vivo e comentar o recém publicado balanço da Petrobras, o que foi feito às 17:05 horas, durando cerca de 6 minutos, com Roberto Nonato, âncora da Rádio fazendo as perguntas e eu as respondendo. O leitor, se copiar o link do rodapé e inserir no google, consegue ouvir a entrevista toda, que aqui resumo em tópicos.

1) A Petrobras e os brasileiros caíram em uma “armadilha”, que vai custar pelo menos R$ 4 bilhões, pelas estimativas conservadoras. Ou seja, cada um dos brasileiros, novos ou velhos, homens ou mulheres, está “pagando” R$ 20 pelo estrago; ou seja, um lar com cinco pessoas está perdendo R$ 100,00.

2) As causas dessa “armadilha” são muitas:

a) alguns diretores e gerentes da estatal foram corruptos;

b) diversos empreiteiros de grande porte, dos maiores do Brasil, agiram de modo desonesto, não importando quem começou os lances de corrupção;

c) políticos de vários  partidos – inclusive suas direções – receberam fortunas do esquema de desvio de dinheiro da Petrobras;

d) A Petrobras, seu Conselho, sua Diretoria, seus órgãos de controle, seus auditores, todos eles falharam em não “notar” o início das falcatruas, a ponto de poder interrompe-las logo no início;

e) Obras fantásticas, algumas totalmente desnecessárias, foram “encomendadas” por razões puramente políticas;

f) Os órgãos governamentais de fiscalização e controle, dos três poderes, executivo, legislativo e judiciário não exerceram suas competências de fiscalização, foram lenientes e alguns inclusive coniventes;

g) O Ministério Público deveria ter agido mais rapidamente e ter dado um “breca” logo aos primeiros sinais de corrupção;

h) a Comissão de Valores Mobiliários “dormiu de chinelo”, pois os fatos estavam rolando claramente em sua frente já há algum tempo, o que lhe permitiria suspender as negociações das ações da Petrobrás na Bovespa e pedir esclarecimentos;

i) os partidos políticos da oposição deveriam ter se manifestado juridicamente com mais antecedência perante o Supremo Tribunal de Justiça, inclusive em virtude das CPI ́s instaladas.

3) A atual Presidente da Petrobrás, Graça Foster, fez o que podia fazer: impossível publicar o balanço da Petrobras do terceiro trimestre de 2014 com os lançamentos das perdas, pois absolutamente não existem documentos sólidos para contabilmente fazer tais lançamentos; segundo todas as regras contábeis brasileiras e internacionais.  Onde cada lançamento a debito ou a crédito tem que estar fundamentado em documentação adequada, e para as “fraudes” cometidas nos muitos contratos de refinarias, de perfuração de poços, de aquisição de equipamentos de produção, não existem medições e documentos confiáveis de quanto de dinheiro foi desviado e portanto não há base legal para as adequadas apropriações. Ponto.

4) O “caldo vai engrossar muito”, quer aqui no Brasil, quer nos Estados Unidos, onde a Petrobras já está enfrentando diversas ações que pretendem ressarcimento dos prejuízos causados pela venda de suas ações (em verdade, venda de ADR ́s)2 mercado internacional. Um quadro que me entristece e a todos brasileiros honestos. Esse escândalo está atingindo todo o Brasil, todos negócios do país, nos desmoraliza perante o mundo. Uma vergonha!

OUÇA AQUI Carlos Coradi em entrevista para a Rádio CBN copiando o link abaixo e colocando no Google:

2 American Depositary Receipt (ADR) é um certificado de depósito emitido por bancos norte-americanos, representativos de ações de empresas sediadas e de títulos de renda fixa, estes destinados às diversas captações da Petrobrás no

petrobras

Gostou deste conteúdo? Ficou com alguma dúvida? Acesse nossa página de serviços e conheça as soluções da EFC para a sua empresa.