EFC Engenheiros Financeiros & Consultores

“ Petrolão ”, cadeias e “marmitex”

OPINIÃO

Semana Finda em 27_03_2015

Por Carlos Daniel Coradi

Todos os brasileiros possuem seus heróis. Muitos elegeram o ministro negro do STF Joaquim Barbosa, que condenou os “mensaleiros”. Foi ameaçado de morte, renunciou depois de ter terminado o processo. Outros já escolheram o Juiz Sérgio Moro que conduz os processos da Operação Lava Jato, que tem o doleiro Alberto Youssef como pivô. Esse e mais uma penca pertencem ao chamado “petrolão”, o gigantesco escândalo da Petrobrás.

Moro acaba de enviar para um presídio comum, atendendo a pedido da Policia Federal, a transferência de 17 presos do Petrolão para uma penitenciária comum, onde serão tratados como presidiários comuns, em celas para 4 pessoas, terão que vestir uniforme de presidiários e comer em “marmitex”. Cadeia para os caras do “petrolão”.

O Brasil e os 200 milhões de brasileiros estão sendo roubados há anos por esses bandidos, e é a primeira vez que vejo alguns deles presos e mais do que isso, em uma cadeia comum e sem benefícios. Perdão, alguns dos condenados no “mensalão” também não conseguiram escapar da prisão comum, mas um alto gerente da Petrobrás inaugurou as cadeias do Paraná. Veja a foto de Renato Duque, que na CPI ficou calado mas não escapou de ser preso. Melhor contar logo tudo o que sabe, para escapar logo das grades e do vexame de ter que comer em marmitex como um preso comum. Ele é figura chave do “petrolão”.

Moro

O quadro brasileiro quer econômico quer político tem piorado muito, inclusive com os panelaços à presidente Dilma. Sobre isso, leiam “Brasil: Emergente em risco”, e leiam também o recente editorial “Planalto admite, está levando uma goleada”, onde comento os efeitos da gigantesca manifestação do último domingo, que ocorreu nas 27 capitais do Brasil e em muitas cidades, inclusive no exterior.

Realmente, este governo está extremamente desgastado, quer pelos panelaços, quer pelas prisões de importantes gerentes da Petrobrás e de altos executivos de grandes empreiteiras. Os processos jurídicos quer contra eles quer contra a própria Petrobrás correm em muitas instâncias, inclusive nos Estados Unidos.

A rigor, ninguém sabe onde essa crise irá parar. Nem ela, a presidente, nem seu mentor e o responsável em última instância, o Sr. Luiz Inácio Lula da Silva. O “petrolão” precisa ser estendido, precisa subir!

 

Gostou deste conteúdo? Ficou com alguma dúvida? Acesse nossa página de serviços e conheça as soluções da EFC para a sua empresa