EFC Engenheiros Financeiros & Consultores

A OPOSIÇÃO PRECISA SE REINVENTAR

OPNIÃO

A OPOSIÇÃO PRECISA SE REINVENTAR

Semana iniciada em 30-10-2017

Fará muito bem ao Brasil ter partidos da oposição que se reinventem, trabalhem de um modo construtivo para o Brasil e não para suas muitas vezes raivosas e improdutivas posições. Ao  meu ver, a ficha precisa cair para todos os partidos da oposição, mas certa e principalmente para o PT, que em seu inicio teve nomes como os conceituados juristas Hélio Bicudo e Fábio Comparato. O processo de se reinventar passa, ao meu ver, pelas seguintes fases:

  • Reconhecer que a conduta da gestão Dilma foi desastrosa para a economia e para toda a população, pelo represamento dos preços destinado a reelege-la, que gerou a maior crise desde os anos 30; isso é factual e facilmente demonstravel;
  • Reconhecer que a nova condução da política econômica de Temer está salvando o país do desastre causado pelo recuo de dois anos de recessão[1], um retrocesso praticamente de 8% sobre o PIB de R$ 6,266 trilhões, ou seja, uma perda de riquezas de R$ 470 bilhões;
  • Reconhecer que o estrago na economia foi acompanhado pela mais alta inflação dos últimos treze anos:o IPCA em 2015 foi de 10,67%, uma combinação perversa para os trabalhadores, pela forte queda dos rendimentos e  alta inflação, a maior inflação desde 2003[2];

Constatar que todas as projeções para 2018 são melhores: inflação abaixo do centro da meta, volta do crescimento da economia, volta dos empregos, inclusive com carteira assinada: basta estudar os dados: por exemplo, olhando o relatório FOCUS publicado hoje, 30 de outubro de 2017 e examinar suas projeções para 2018[3]: inflação (IPCA) 4,02%; PIB 2,5%; produção industrial 2,98%; meta taxa Selic fim do período 7%.  Vejam os últimos dados do Relatório FOCUS, editado todas as segundas feiras pelo Banco Central do Brasil

 


[1] Vide https://g1.globo.com/economia/noticia/pib-brasileiro-recua-36-em-2016-e-tem-pior-recessao-da-historia.ghtml

[2]  Vide https://ww2.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/precos/inpc_ipca/defaultseriesHist.shtm

[3] Vide http://www.bcb.gov.br/pec/GCI/PORT/readout/R20171020.pdf