EFC Engenheiros Financeiros & Consultores

TEMER É PRESIDENTE, E AGORA?

By | 1 comment

 

TEMER É PRESIDENTE, DILMA FOI AFASTADA, E AGORA?

Semana iniciada em 28_08_16

Hoje, 31 de agosto de 2016, o Brasil tem formalmente um novo Presidente da República, Michel Temer. No Senado Federal o longo processo, dirigido em sua fase final pelo próprio presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski,  terminou afastando Dilma Rousseff por 62 votos “SIM” contra 20 votos “NÃO”.

Uma manobra do PT neste último dia de “fatiar” a decisão dos senadores fez com que, embora afastada da presidência do Brasil, continuasse Dilma com seus direitos políticos, inclusive o de se candidatar, através de 42 votos favoráveis, 36 contrários e 3 abstenções.

Digo eu: Possivelmente, os dois maiores partidos hoje no poder, o PMDB e o PSDB, poderão recorrer (em conjunto) ao STF, pois a constituição em vigor prevê a cassação juntamente com a perda dos direitos políticos, o que aconteceu com o então Presidente Collor. Me parece que a base de apoio teria rachado prematuramente.. Vamos acompanhar esse caso, leia meu comentário final abaixo.

Mas o que importa para os brasileiros é agora a nova fase de condução do Brasil, com a queda do PT e seus partidos associados (especialmente o PC do B) do governo.

Assim, se desmantelam 13 anos sucessivos nos quais os detentores do poder se encastelaram em milhares de cargos públicos, causando os escândalos do “mensalão”, dos roubos na Petrobrás, dos fundos públicos de pensão e em grandes empresas governamentais como a Nuclebrás e Eletrobrás, com o conluio de empresários ambiciosos e desonestos, ancorados em executivos dessas empresas, aliados a operadores financeiros que executavam o desvio de fortunas para o exterior, dinheiro que depois voltava para partidos e políticos desonestos.

Deverão também com Temer cessar novos investimentos em obras em Cuba, Venezuela, em países da África, sempre envolvendo empreiteiros corruptos, que levaram recursos financiados pelo governo brasileiro e pelo BNDES a  juros subsidiados, quando o Brasil possui centenas de projetos paralisados por falta de dinheiro.

Ouvi as primeiras palavras de Temer como Presidente empossado e resumo os pontos principais, para em seguida dar minha opinião. Diz ele:

  • “Golpista é quem está contra a constituição, não vamos levar ofensa para a casa, reagiremos com firmeza, mas com elegância”;
  • “O governo é capaz de responder a essas provocações, mas quem está no governo, tem que ser governo, hoje tivemos uma pequena divisão, que então saiam do governo”.
  • ” o principal foco de meu governo é retomar o crescimento da economia, enfrentando o problema fiscal e não deixar a divida bruta do governo crescer”.
  • Viajamos hoje para revelar no exterior  nossa estabilidade política e para trazer recursos para cá, sem preconceitos; estarei , na China, Japão, Itália e Arábia Saudita, além de participar da reunião do G20 e manter conversas com os presidentes que lá estarão, inclusive Barack Obama, não vou passear, vou trabalhar pelo Brasil, contestando a ideia de golpista”.
  • “Nessa nova fase, que durará dois anos e quatro meses, a cobrança será maior, queremos colocar o Brasil nos trilhos em todas as áreas, estou pedindo aos meus ministros que conduzam suas pastas de modo que, ao final desse período, saiamos daqui com aplausos; sei que não será fácil mas é uma questão de nossa dignidade pessoal”.
  • “Gerar empregos é a prioridade número 1, o desemprego se vê nas ruas e então peço a todos os ministros que desburocratizem suas áreas, procurem pacificar a relação entre patrões e empregados, também passem esses conceitos para seus partidos”.
  • “A questão do teto dos gastos tem sido mal compreendida e precisa um esforço didático para realçar sua importância”. Igualmente teremos que tratar a questão do teto dos gastos nos estados”.
  • “A reforma da previdência será necessária mas não será de cima para baixo, precisará ser amplamente discutida”.
  • Será necessário uma conexão permanente entre os poderes executivo e o legislativo, eu irei dialogar insistentemente”
  • Digo eu: levo Temer a sério e acho que será muito melhor para o Brasil depois desse estrago gigantesco feito pelo PT, sem dúvida alguma. Mas serei crítico e observador. Não ficou claro porque Renan Calheiros votou a favor de Dilma para que ela não perdesse seus direitos. Ao discursar nesse sentido, abriu  a porteira para os pemedebistas e muitos o seguiram. Fernando Collor reclamou com razão pois no seu impeachment cassaram as duas coisas (como reza a constituição), seu mandato e seus direitos políticos por oito anos. Ele tentou se candidatar à prefeitura de São Paulo (eu estava com ele) e foi barrado. E agora? Temer sabia?

 

 

Abraços aos meus leitores, em numero cada vez maior.

Caro Leitor: Nós temos mais de 20 vídeos publicados, que podem ser vistos AQUI! 

Gostou deste conteúdo? Comente e Compartilhe. Ficou com alguma dúvida? Acesse nossa página de serviços e conheça as soluções da EFC para a sua empresa.

Meus contatos:

Telefones: (11) 9 8612 1264 ; (19) 3213 2284

Skype: Coradi51

Até nossa próxima publicação!

Carlos Daniel Coradi

  • Tomas Altmann

    Um pouco longo mas muito bem escrito. Parabéns! Venho lendo suas publicações mas acho que deveria tentar encurta-las significativamente para aumentar mais e rapidamente o numero de seus leitores. Pensamos da mesma maneira e podemos ajudar o Brasil retomar o crescimento. Temos um país rico e previlegiado para usufruir e mostrar ao mundo!
    Abs. Tomas Altmann

468 ad